AHRESP pede medidas de apoio à recuperação para empresas do turismo

  • Lusa
  • 14 Abril 2022

A AHRESP defende que as empresas do turismo “necessitam de medidas que as apoiem na recuperação económica e na retoma da trajetória de crescimento”.

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) considerou esta quinta-feira que o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) deve ser ajustado ao clima de incerteza e que as empresas do turismo precisam de medidas de apoio à recuperação.

“A AHRESP considera que o OE2022 deve ser ajustado ao atual clima de incerteza causado pela guerra e ao galopante aumento dos custos da energia e dos bens alimentares”, começou por referir a associação, no boletim enviado diariamente.

Lembrando os prejuízos causados pela pandemia, a AHRESP defendeu que as empresas do turismo “necessitam de medidas que as apoiem na recuperação económica e na retoma da trajetória de crescimento”.

O ministro das Finanças, Fernando Medina, entregou na quarta-feira, no Parlamento, a proposta de OE2022, a primeira do terceiro Executivo liderado por António Costa e que é suportado por uma maioria absoluta do PS na Assembleia da República.

O OE2022 vai ser votado na generalidade nos dias 28 e 29 de abril, num processo que culminará na votação final global em 27 de maio.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

AHRESP pede medidas de apoio à recuperação para empresas do turismo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião