Laboratório Colaborativo em Logística no Politécnico da Guarda obtém 1,3 milhões da FCT

Na tabela final, o projeto concebido pelo IPG só foi ultrapassado pelo Laboratório Colaborativo para a Modernização do Sistema Ferroviário e pela Associação Rede de Competência em Polímeros.

O Laboratório Colaborativo em Logística (CoLAB LogIN), do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), obteve um financiamento de 1,3 milhões de euros da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). O projeto — que obteve uma classificação de 14 valores em 15 — foi aprovado com a segunda melhor nota e a terceira posição, entre as 19 propostas apresentadas, apenas ultrapassado pelo Laboratório Colaborativo para a Modernização do Sistema Ferroviário (CoLAB Rail) e pela Associação Rede de Competência em Polímeros (ARCP).

“É muito prestigiante para o Politécnico da Guarda obter uma das classificações mais altas nos júris internacionais que avaliam os projetos enviados à FCT”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG. “É também um excelente resultado para um politécnico que, nos últimos anos, assumiu como uma das suas principais missões ser um polo de desenvolvimento da sua região e do país, em estreita ligação com empresas inovadoras da região e com multinacionais globais”, acrescenta, em comunicado.

O CoLAB LogIN é fruto de uma parceria com empresas e instituições públicas e privadas da área da logística e tecnologia, juntando o know-how empresarial do setor com a academia para estudar e investigar os fluxos logísticos da região, do país e da Europa. O Laboratório irá dar prioridade à investigação da intermodalidade nos transportes, conjugando o estudo dos transportes terrestres – rodoviário e ferroviário – com a sua articulação com os meios aéreo e, sobretudo, marítimo, uma vez que o CoLAB LogIN tem como parceiro estratégico a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Paralelamente, a oferta formativa do IPG irá preparar quadros profissionais qualificados para as empresas que, a curto-médio prazo, irão instalar-se e começar a operar no Porto Seco previsto para a Guarda.

O CoLAB LogIN foi avaliado por um júri internacional coordenado pelo professor Wolfgang Wahlster, especialista em ciência informática e um dos inventores do termo “Indústria 4.0”. Wolfgang Wahlster elogiou a visão estratégica da proposta que considerou “excelente” pelo seu “foco no software e nas economias de plataforma no setor da logística”.

O professor alemão salientou ainda a relevância do projeto por este propor o estudo de novas formas para inovar as cadeias de fornecimento e de transporte em Portugal, na Europa e no mundo, classificando-as como “passos fundamentais para o aumento das exportações do país”.

“Estamos muito felizes com aquilo que conseguimos alcançar: o verdadeiro trabalho começa agora entre todas as entidades, académicas e empresariais, desta parceria que foi construída para montar o CoLAB LogIN”, afirma André Garcia Sá, professor no IPG e coordenador da candidatura à FCT. “O júri internacional elogiou muito o projeto, considerando que este tem capacidade e reúne competências para tornar a Guarda um centro nacional e europeu de transferência de inovação na área da logística.”

A criação do laboratório será apoiada pelas Infraestruturas de Portugal e pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, para além da Câmara Municipal da Guarda.

O Centre for Informatics and Systems – CISUC da Universidade de Coimbra será o parceiro científico do CoLAB LOGin e os parceiros empresariais incluirão a Olano, a Transportes Bernardo Marques, a Coficab, a R2TIR e a TIR2RENT. Para além destas, serão três as empresas tecnológicas envolvidas: a InovaRia – Rede de Inovação em Aveiro, a WaveCom e a Stratio Automotive.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Laboratório Colaborativo em Logística no Politécnico da Guarda obtém 1,3 milhões da FCT

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião