Nova Academia da Critical TechWorks vai ‘acelerar’ candidatos a posições em CI/CD e infraestrutura cloud

Integrada no onboarding de novos membros, a formação da Critical TechWorks já tem candidaturas abertas e encaminha os formandos para a integração direta nas suas equipas.

A Critical TechWorks vai promover, no próximo mês de junho, a Academia de CI/CD – Continuous Integration/Continuous Deployment. Depois da iniciativa focada em cibersegurança, a tecnológica pretende agora contrariar a escassez de especialistas em cloud no mercado, numa altura em que a transformação da área de administração de sistemas está a gerar requisitos e posições novas.

“Esta dinâmica é uma forma de a Critical TechWorks devolver à comunidade tecnológica, promovendo o conhecimento e a troca de conhecimentos em áreas em grande demanda. Com a velocidade a que hoje são necessárias novas respostas, soluções e se desenvolvem novas áreas, é impossível que o mercado consiga acompanhar baseando-se apenas na formação disponível nas universidades, que, sendo muito valiosas, têm uma estrutura mais complexa”, afirma João Esteves, CTO e head of trends and futuring da Critical TechWorks e formador responsável pela iniciativa.

“Acreditamos que mais do que ‘clientes’ passivos destas entidades, devemos nós assumir um papel acelerador, que gera emprego e capacita pessoas que veem nestas oportunidades uma forma de encontrarem outra carreira profissional”, acrescenta, citado em comunicado.

O curso de CI/CD é uma oportunidade para recém-licenciados em engenharia informática e sistemas de informação ou para profissionais com formação noutras áreas e que procuram uma reconversão profissional. Será composto por seis módulos programáticos, com componentes teóricas e práticas, que incluem uma introdução às tecnologias base, conceitos de infraestrutura, a montagem e deployment de pipelines, um curso rápido de Python e dois case studies, na cloud e numa unidade de controlo eletrónico de um modelo BMW.

Integrada no onboarding de novos membros, com o custo suportado pela empresa, a formação da Critical TechWorks já tem candidaturas abertas e encaminha os formandos para a integração direta nas suas equipas, bem como nos projetos atualmente em desenvolvimento.

Fundada em 2018, a Critical TechWorks — que já conta com mais de 1.500 colaboradores nos seus escritórios do Porto e de Lisboa — é uma joint venture entre o BMW Group e a Critical Software. Desenvolve soluções de engenharia de software, exclusivamente para o BMW Group, em áreas diversas como condução autónoma, mobilidade, software de bordo, tecnologia para carros conectados, análise de dados, eletrificação, produção e logística.

Mais informações e candidaturas aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nova Academia da Critical TechWorks vai ‘acelerar’ candidatos a posições em CI/CD e infraestrutura cloud

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião