Americanos da Haas aceleram moldes de Oliveira de Azeméis

Núcleo do centro de formação de metalurgia e metalomecânica de Oliveira de Azeméis vai receber primeiro centro Gene Haas em Portugal, num investimento de 1,5 milhões de euros.

Oliveira de Azeméis vai receber o primeiro centro de formação para a indústria em Portugal dos norte-americanos da Haas. O centro Gene Haas vai abrir portas em setembro, após as férias de verão, num investimento de 1,5 milhões de euros, indicou ao ECO fonte oficial da empresa de máquinas industriais.

O laboratório vai funcionar no núcleo de Oliveira de Azeméis do Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (Cenfim). A parceria servirá como uma “oportunidade única” para proporcionar as “melhores condições” na qualificação do setor dos moldes.

Os norte-americanos lembram também que a “capacitação da indústria não se faz apenas através de iniciativas formais de formação” e que são necessárias “ações técnicas complementares com as empresas, realizadas de modo regular, sublinhando as tendências técnicas e tecnológicas emergentes e as atuais transformações no paradigma industrial”.

Oliveira de Azeméis foi escolhida também pela proximidade a concelhos com forte pegada industrial, como Ovar, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Vale de Cambra, Arouca, Sever do Vouga, Estarreja, Albergaria-a-Velha, Águeda, Aveiro e Viseu.

As novas instalações vão alargar a pegada da Haas em Portugal. Desde 2015 que está instalada em Vila do Conde a unidade de distribuição para a Península Ibérica de máquinas e equipamentos para a indústria metalomecânica.

A Haas tem uma equipa no campeonato do mundo de Fórmula 1 desde 2016. Na atual temporada, a escuderia equipada com motores Ferrari segue na oitava posição no mundial de construtores, com 15 pontos.

 

Simulação de centro Gene HaasDR

As instalações do Cenfim foram igualmente escolhidas devido às “condições físicas excecionais” e que estão a ser reforçadas com a construção de um anexo às oficinas. A abertura do centro Gene Haas é uma espécie de presente de aniversário para o núcleo de Oliveira de Azeméis do Cenfim. Aos 25 anos, este núcleo já formou mais de 25.600 profissionais.

O primeiro centro Gene Haas começou a funcionar nos Estados Unidos e no Canadá em 2014, com a criação de centros de formação em parceria com empresas que lidam com máquinas industrias computorizadas. A chegada à Europa deu-se em 2018, com a instalação de laboratórios em países como Espanha, França e Itália.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Americanos da Haas aceleram moldes de Oliveira de Azeméis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião