Caso Parque Escolar já conta com 11 arguidos

  • ECO
  • 6 Maio 2022

Dos 11 arguidos que foram constituídos, há "dez pessoas singulares e uma coletiva". Empresa que foi constituída arguida será uma construtora.

Subiu de quatro para 11 o número de arguidos no processo da Parque Escolar, avança o Jornal de Negócios (acesso pago). Este processo envolve suspeitas de corrupção através de um esquema de viciação na contração de empresas para as obras de requalificação das escolas públicas.

De acordo o Ministério Público, o inquérito aberto em 2016 pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) conta agora com “diligências em curso”, sendo que dos 11 arguidos que foram constituídos, há “dez pessoas singulares e uma coletiva”.

O caso foi tornado público em 2018 e, de acordo com as notícias publicadas à data, a empresa que foi constituída arguida será uma construtora. Entre os arguidos estão ainda atuais ou antigos altos quadros da Parque Escolar. Os responsáveis da empresa pública terão, alegadamente, recebido dos empreiteiros dinheiro, carros e imóveis como contrapartidas pela aprovação de projetos, de acordo com o Correio da Manhã.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Caso Parque Escolar já conta com 11 arguidos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião