Sitava pediu reunião ao Governo por causa da mudança de instalações da TAP

  • Lusa
  • 12 Maio 2022

“Quanto custa alugar um prédio em Lisboa para 1.200 pessoas?”, questiona o sindicato, que defende que um dos objetivos “é vender os terrenos onde estão os edifícios”.

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) pediu uma reunião ao Ministério das Infraestruturas e Habitação devido à hipótese de a TAP se mudar para instalações alugadas e tem “muitas dúvidas da viabilidade económica” da iniciativa.

Temos muitas dúvidas da viabilidade económica disto. Se os edifícios estivessem a cair não estavam lá a trabalhar as pessoas todos os dias, como é evidente”, disse fonte oficial do Sitava, em declarações à Lusa.

Quanto custa alugar um prédio em Lisboa para 1.200 pessoas?”, questionou, acrescentando que “o real objetivo” é “esfrangalhar a TAP, partir em bocados, dividir”. “Isto depois também tem uma data de repercussões relacionadas”, disse, perguntando “o que vai acontecer ao infantário da TAP? Ao refeitório?”.

A mesma fonte sindical disse que “não há recompensa possível” aos trabalhadores, referindo que “a empresa está a navegar à vista”. “Não tivemos nenhum contacto da Comissão Executiva, contactámos o Ministério e ficamos a saber que era um tema e pedimos reunião” à tutela, referiu, defendendo ainda que um dos objetivos “é vender os terrenos onde estão os edifícios”.

A Comissão Executiva da TAP confirmou esta quarta que está a avaliar a hipótese de mudar de instalações devido aos “custos para a manutenção indispensável” se revelarem “muito elevados face à antiguidade”, segundo uma mensagem interna a que a Lusa teve acesso.

A Comissão Executiva confirma que está a ser avaliada a possibilidade de mudança de instalações dos serviços de terra da companhia que não exigem contiguidade com o aeroporto“, lê-se, na mesma nota.

Segundo a gestão da TAP, “esta hipótese decorre do levantamento de custos para a manutenção indispensável devido à deterioração dos atuais edifícios que a empresa ocupa junto ao aeroporto Humberto Delgado [em Lisboa] e que se revelam muito elevados face à antiguidade das instalações”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sitava pediu reunião ao Governo por causa da mudança de instalações da TAP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião