EDP estuda potencial negócio de 1,5 mil milhões em França

  • ECO
  • 16 Maio 2022

Les Echos avança que a EDP é um dos vários interessados na compra da GreenYellow, uma empresa francesa de energias renováveis. Valor potencial do negócio ronda 1,5 mil milhões de euros.

A EDP será uma das empresas que estão a analisar a compra da GreenYellow, a unidade de energias renováveis e eficiência energética do grupo francês Casino Guichard Perrachon. A notícia foi avançada pelo Les Echos.

O grupo Casino confirmou esta segunda-feira que quer alienar a GreenYellow, num negócio que, segundo aquele jornal francês, pode rondar 1,5 mil milhões de euros. A TotalEnergies e a Engie também estarão a ponderar entrar na corrida, assim como os fundos Ardian, KKR, Blackstone e EQT.

O ECO contactou fonte oficial da EDP no sentido de verificar estas informações, mas a empresa não quis fazer nenhum comentário. Além disso, segundo o Les Echos, a Casino ainda não terá recebido nenhuma oferta pela subsidiária, da qual detém 72,3% (a restante fatia é controlada pelo Tikehau Capital e Bpifrance).

A GreenYellow é uma empresa focada na transição energética, que viu o seu EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) disparar 30% no ano passado, para 80 milhões de euros. Opera em 16 países em quatro continentes e tem mais de 740 MWp (megawatt-pico) de capacidade instalada.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP estuda potencial negócio de 1,5 mil milhões em França

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião