KPMG Portugal quer contratar mais de 500 pessoas até final de setembro

A companhia dará o salto para os mais de 1.700 colaboradores em Portugal.

A KPMG Portugal vai reforçar a sua equipa com mais de 500 novas contratações até ao final de setembro. Os profissionais irão contribuir para consolidar o crescimento da companhia que, no primeiro semestre do presente ano económico, registou “um notável crescimento, acompanhado por um elevado otimismo sobre a concretização dos objetivos e a implementação da estratégia de futuro”. A empresa decidiu adotar um novo modelo de trabalho híbrido, como avançou a Pessoas em abril.

“A KPMG Portugal espera terminar o ano económico de 2021/2022 com mais de 500 novas contratações (incluindo cerca de 250 new joiners), que irão contribuir para consolidar este crescimento. Este investimento na capacitação da firma será distribuído pelas quatro áreas em que assenta a atividade da KPMG, nomeadamente Auditoria & Assurance, Tax, Consulting (incluindo TechConsulting e Deal & Advisory) e ainda a Infraestrutura, com destaque para as áreas de People & Culture, IT Suporte e Marketing e Comunicação”, detalha a empresa em comunicado.

O novo modelo de trabalho híbrido da companhia de consultoria, chamado de “KWork-Flex”, será reavaliado no final do presente ano económico e será cumulativo com todos os outros benefícios já existentes, nomeadamente a atribuição de seis dias a todos os profissionais, distribuídos da seguinte forma: quatro dias de descanso adicional (três no período de Natal e um à escolha de cada colaborador); dia de aniversário; e um dia em que os profissionais da KPMG se podem dedicar a atividades de voluntariado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

KPMG Portugal quer contratar mais de 500 pessoas até final de setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião