Portugal negoceia com Alemanha e Polónia exportação de gás a partir de Sines

  • ECO
  • 20 Maio 2022

O objetivo é fazer do proto de Sines a porta de entrada para o gás proveniente dos Estados Unidos, sendo o mesmo depois transferido para navios mais pequenos para outros países.

Portugal está em negociações com o Governo alemão e polaco para fazer do porto de Sines a porta de entrada de gás para os países europeus mais dependentes do gás russo, avança o Público (acesso condicionado).

As conversas surgem num período em que a Europa procura acabar com a dependência energética da Rússia, o que faria de Sines a porta de entrada para o gás proveniente dos Estados Unidos, que seria depois transferido para navios mais pequenos para outros países. Fonte oficial do Governo confirmou que “o estudo técnico está completo” e justificando que se trata de “uma solução viável, flexível e alternativa” dado que “Sines tem uma posição geográfica central no Atlântico”.

“Os portos do Norte da Europa estão muito congestionados e acomodar um número grande de navios de maior capacidade é um risco”, defende ainda o Executivo. O objetivo é que esta iniciativa seja financiada através do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e do PT2030, ainda que possam ser dispensados se houver financiamento de privados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal negoceia com Alemanha e Polónia exportação de gás a partir de Sines

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião