Grupo Verspieren fatura mais 5% em 2021. Consolidações em Portugal são oportunidade para crescer

  • ECO Seguros
  • 26 Maio 2022

Com o grupo a atingir 425 milhões de euros em volume de negócios em 2021, a subsidiária Portugal contribuiu com cerca de 13% da receita agregada na operação internacional da corretora francesa.

Rogério Dias, Administrador Executivo em Portugal: “Estão muitas fusões e aquisições a acontecer (…), iremos agarrar esta grande oportunidade.”

O grupo Verspieren, empresa de capital familiar e 140 anos de atividade na corretagem, alcançou 425 milhões de euros em volume de negócios em 2021, registando crescimento de 4,9% face ao ano anterior e a superar perspetivas da sociedade de controlo (Verspieren SA). Consolidando mais de 20 empresas com soluções para todas especialidades da corretagem em seguros, a companhia afirma que beneficiou de bom desempenho na generalidade das carteiras, em particular junto da construção, setor que também impulsionou a atividade ibérica.

“Ultrapassámos os nossos objetivos com quase 5% de crescimento, enquanto tínhamos previsto 3%”, afirmou Pierre-Anthony Verspieren, Presidente e CEO do grupo. Entre filiais generalistas e de especialidade, a companhia que assume posicionamento de liderança em França destaca evolução, boa parte a crescer dois dígitos, da Collecteam, Assurances Deleplanque, Cabinet Branchet, Verspieren Credit & Finance, o grupo SAAM Verspieren e, em especial a Verspierem Côte d’Azur (dedicada ao setor hoteleiro), cujo volume de negócios aumentou 60%.

A operação internacional, com 28,4 milhões de euros em volume de negócios agregado, as filiais estrangeiras cresceram 3% em 2021, “impulsionado principalmente pelo grupo espanhol Alkora em resultado do crescimento externo e o desenvolvimento do negócio da construção. O volume de negócios das filiais estrangeiras representou 7%” do total do grupo em 2021.

A Verspieren Portugal e suas participadas fecharam o ano de 2021 com um volume de negócios próximo de 3,83 milhões de euros, ou cerca de 13,5% da receita gerada na atividade internacional da companhia que soma mais de duas décadas de operação no mercado português. “As soluções internacionais do Grupo Verspieren diferenciam-nos face à maioria dos concorrentes, que não possuem a mesma diversidade e vantagem competitiva. Iremos reforçar a nossa posição nos próximos 5 anos, consolidando o nosso portfólio com novas parcerias com o canal de agentes e expandir para outros setores o valor acrescentado do notável trabalho já desenvolvido pelas nossas equipas em setores como a Engenharia e Construção,” disse Rogério Dias, Administrador Executivo da Verspieren Portugal, em comentário ao ECOseguros.

Num balanço qualitativo do ano passado, o grupo familiar que é referência na corretagem em França confirma que, por efeito da pandemia de Covid-19, “as empresas tiveram que rever os seus compromissos e garantias. O impacto deste processo foi claramente mais pronunciado para alguns setores de atividade do que para outros,” acrescentou em comunicado.

Em 2022, estamos a prestar especial atenção ao aconselhamento e prevenção aos nossos clientes. Estamos a tentar antecipar, tanto quanto possível, as próximas renovações, especialmente as renovações intercalares a 1 de Julho, e permanecemos cautelosos face às incertezas económicas,” acrescentou Pierre-Anthony Verspieren.

A 1 de janeiro de 2022, as tendências estavam de acordo com as observações feitas pelo Grupo no Outono passado e à medida que o calendário avança “os orçamentos ou prémios estão a aumentar, as franquias estão a aumentar e as capacidades estão a ser reduzidas.” Além disso, “em certas linhas, o próprio princípio da segurabilidade está a ser questionado,” nota a corretora francesa adiantando dois pontos que “são hoje muito sensíveis: o seguro cibernético, especialmente para segurados de primeira viagem, e a cobertura de bens e responsabilidades expostos na Rússia e no conflito atual,” refere o mesmo comunicado.

Felizmente para as nossas previsões de crescimento, estão muitas fusões e aquisições a acontecer em Portugal, pelo que iremos agarrar esta grande oportunidade.,” acrescentou ainda Rogério Dias.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Grupo Verspieren fatura mais 5% em 2021. Consolidações em Portugal são oportunidade para crescer

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião