Farfetch investiga “minuciosamente” denúncias de assédio

Vários atuais e antigos colaboradores da Farfetch denunciam casos de alegado assédio moral, sexual e discriminação na companhia a uma equipa de reportagem da RTP.

A Farfetch diz investigar “minuciosamente” todas as denúncias de alegado assédio que lhe chegam e tomar “as medidas apropriadas“, numa reação à reportagem do programa A Prova dos Factos, da RTP, à Pessoas.

“Investigamos minuciosamente todas as questões levantadas por meio desses canais (de denúncia) e tomamos as medidas apropriadas. As nossas pessoas são nossa prioridade em todos os momentos”, garante fonte oficial da companhia à Pessoas.

A companhia, no entanto, não adiantou pormenores sobre o número de casos de assédio moral ou sexual reportados, o número de investigações levadas a cabo pela empresa e qual o seu desfecho, quando questionada pela Pessoas.

Esta sexta-feira a RTP avançou com uma reportagem onde vários atuais e antigos colaboradores da Farfetch denunciam alegados casos de assédio moral, sexual e discriminação na companhia à equipa do programa A Prova dos Factos. O programa será emitido esta noite, depois do Telejornal.

“Estamos cientes da reportagem (da RTP) e declarações feitas por ex-colaboradores. Nunca faríamos nenhum comentário público sobre um atual ou ex-colaborador, nem sobre as suas circunstâncias individuais, pois não seria justo para com a pessoa e não estaria de acordo com os nossos valores”, refere a mesma fonte.

Levamos estes assuntos muito a sério e temos várias formas e canais para as pessoas se manifestarem e reportarem quaisquer problemas que possam acontecer e não estejam de acordo com o nosso código de conduta e com os nossos valores”, reforça.

Presente em vários mercados, a Farfetch tem mais de 5 mil colaboradores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Farfetch investiga “minuciosamente” denúncias de assédio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião