Quer visitar as Berlengas? Tem de pedir permissão de acesso a partir de hoje

Além do pagamento da taxa turística de três euros, os visitantes vão passar a ter de pedir, previamente, permissão de acesso à ilha. Medida entra em vigor esta quarta-feira.

Se pretende visitar as Berlengas nos próximos dias, saiba que, além de ter pagar uma taxa turística, é necessário obter permissão de acesso à área terrestre da ilha. A nova restrição, que entra em vigor a partir desta quarta-feira, 1 de junho, é implementada por se tratar de um espaço natural com limitações no número diário de entradas.

Para ter acesso à documentação, terá que fazer o pedido na plataforma BerlengasPass. É necessário fornecer alguns dados pessoais e de identificação.

A partir dessa plataforma é possível fazer também o pagamento da taxa de acesso e permanência na ilha, cujo valor é de três euros, que só será cobrado pela metade aos visitantes entre seis e 18 anos e maiores de 65 anos, segundo uma portaria do Governo publicada no início deste ano em Diário da República.

Isentos do pagamento desta taxa estão os residentes, trabalhadores da ilha, estabelecimentos comerciais, prestadores de serviços devidamente acreditados ou representantes das entidades oficiais com jurisdição na Reserva Natural das Berlengas.

O mesmo diploma indica que as receitas da cobrança da taxa turística vão ficar “preferencialmente afetas à promoção das medidas de valorização”, desde obras de saneamento, gestão de resíduos e de abastecimento de água de uso público, implementação de alternativas de fornecimento de energia elétrica sustentável e melhoria das infraestruturas existentes no cais do Carreiro do Mosteiro, com vista ao embarque e desembarque de pessoas.

A ilha da Berlenga, no distrito de Leiria, tem um limite diário de 550 visitantes em simultâneo, estabelecido por portaria, não só para minimizar os efeitos do turismo sobre as espécies e habitats naturais sensíveis, como também tendo em conta a pequena dimensão terrestre do arquipélago.

Um estudo da Universidade Nova de Lisboa concluiu que visitam anualmente a ilha da Berlenga mais de 65.650 pessoas, das quais 43.250 na época alta (meses de verão).

O arquipélago, no distrito de Leiria, foi classificado em 2011 como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), tem estatuto de reserva natural desde 1981, é Sítio da Rede Natura 2000 desde 1997 e foi classificado como Zona de Proteção Especial para as Aves Selvagens em 1999.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quer visitar as Berlengas? Tem de pedir permissão de acesso a partir de hoje

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião