Construção de edifícios cresce e reabilitação trava até março

Licenciamento de edifícios para construção cresceu 4,1% no primeiro trimestre face a período homólogo. Reabilitação desceu 9,1% até março mas não impediu subida do licenciamento de edifícios.

O mercado da construção sobreviveu ao primeiro trimestre do ano com o licenciamento para edifícios a crescer 0,6%, para 6.822 unidades. Apesar da travagem de 9,1% no mercado de reabilitação, para 1.240 edifícios, a subida do número de construções novas impediu a quebra no mercado até março, segundo números divulgados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.

O número de construções novas cresceu 4,1%, para 5.186 edifícios, o que compara com os 4.982 edifícios do primeiro trimestre de 2021. Em relação ao trimestre anterior, o crescimento foi de 21,8%.

Por regiões, a Área Metropolitana de Lisboa teve a maior quebra (-3,8%) no número de edifícios licenciados (1159); logo depois, veio a Madeira (-3,1%), o Alentejo (-2,7%) e os Açores (-0,9%).

Em sentido contrário, a região do Norte teve o maior crescimento no número de edifícios licenciados (+3%). A região Centro e do Algarve tiveram aumentos na mesma proporção (+1,1%).

Em todas as regiões aumentou o número de construções novas e diminuiu o número e licenciamentos para reabilitação.

A nível nacional, o número de edifícios concluídos cresceu 1,8% face ao trimestre homólogo, mas recuou 3,1% face aos últimos três meses de 2021. Apesar das melhorias no Norte, Centro e Área Metropolitana de Lisboa, a travagem nas restantes regiões impediu um crescimento mais significativo.

Por municípios, Vila Nova de Gaia, Maia, Espinho, Funchal e Lourinhã registaram os maiores aumentos no número de habitações licenciadas para obras de construção e de demolição. Em sentido contrário, Silves, Matosinhos, Leiria, Braga e Vila Real registaram as descidas mais significativas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Construção de edifícios cresce e reabilitação trava até março

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião