Credit Suisse condenado a pagar dois milhões de francos num processo sobre branqueamento

O Credit Suisse foi condenado ao pagamento de uma multa de dois milhões de francos suíços (1,97 milhões de euros) no âmbito de um esquema de lavagem de dinheiro. Banco diz que vai recorrer da decisão.

O Credit Suisse foi esta segunda-feira condenado ao pagamento de uma multa de dois milhões de francos suíços (1,97 milhões de euros à taxa de câmbio atual) por alegadamente não ter impedido a lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de droga. Em comunicado, o banco diz que vai recorrer da decisão.

“O grupo Credit Suisse tomou conhecimento da decisão do Tribunal Penal Federal Suíço de aplicar uma multa de dois milhões de francos suíços contra o Credit Suisse AG por certas inadequações organizacionais históricas (artigo 102 do Código Penal Suíço) para o período entre julho de 2007 e dezembro de 2008″, adianta a instituição financeira, acrescentando que “o banco vai recorrer da decisão”.

O Credit Suisse e um dos seus antigos funcionários foram acusados de terem permitido que uma organização de tráfico de cocaína búlgara utilizasse o banco para lavagem de dinheiro entre 2004 e 2008. Segundo a acusação, o gestor de conta, que saiu do banco em 2010, terá ajudado ocultar a origem ilegal do dinheiro obtido pela organização criminosa.

Perante a decisão do tribunal, o banco suíço nota que o caso “remonta há mais de 14 anos” e que a instituição “está a testar continuamente a sua estrutura de combate à lavagem de dinheiro, tendo-a fortalecido ao longo do tempo, de acordo com os padrões regulatórios”.

Segundo a Reuters, além do banco suíço, também o antigo gestor de conta do Credit Suisse envolvido no caso, que não foi identificado, foi condenado a 20 meses de prisão, em regime de pena suspensa, bem como uma multa por lavagem de dinheiro. Tanto o banco como o antigo funcionário negam as acusações.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Credit Suisse condenado a pagar dois milhões de francos num processo sobre branqueamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião