Provedora do Ouvinte da RTP renuncia ao cargo

Graça Franco, que tinha sido indigitada em outubro do ano passado, acaba de renunciar ao mandato por "razões de natureza pessoal inadiáveis”.

Graça Franco, que tinha sido indigitada Provedora do Ouvinte da RTP em outubro de 2021, apresentou esta segunda-feira a renúncia ao mandato “por razões de natureza pessoal inadiáveis”, segundo anunciou o grupo público de radiodifusão. O afastamento tem efeitos imediatos.

“A RTP irá agora iniciar o processo de escolha de um novo/nova Provedor do Ouvinte, que será apresentado ao Conselho de Opinião para se pronunciar, com caráter vinculativo, sobre o nome proposto pela administração da empresa”, refere a RTP, em comunicado.

“O Conselho de Administração da RTP agradece à Dra. Graça Franco o empenho e profissionalismo com que desemprenhou o cargo de Provedora do Ouvinte durante o seu mandato”, lê-se ainda na mesma nota.

Antiga diretora de informação da Rádio Renascença (entre 2009 e 2020), na reta final do ano passado, Graça Franco tinha rendido João Paulo Guerra na função de Provedora do Ouvinte.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Provedora do Ouvinte da RTP renuncia ao cargo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião