Desemprego recua na Zona Euro para 6,6%. Portugal em linha com a UE

A taxa de desemprego recuou para 6,6% na Zona Euro e estabilizou nos 6,1% na UE, em maio. Portugal está em linha com a média comunitária, ainda que indicador tenha avançado face ao mês anterior.

A taxa de desemprego recuou ligeiramente na Zona Euro para 6,6% em maio e estabilizou na União Europeia (UE), fixando-se em 6,1%, mostram os dados divulgados pelo Eurostat esta quinta-feira. Portugal está em linha com a média comunitária, ainda que a taxa de desemprego tenha avançado de 5,9% em abril para 6,1% em maio.

O Eurostat estima que 13 milhões de pessoas na UE, dos quais 11 milhões na Zona Euro, estivessem desempregados em maio de 2022. Se a comparação for feita com o mesmo mês do ano passado, o desemprego acabou por diminuir, em 2,5 milhões na UE e 2,1 milhões na Zona Euro.

A taxa de desemprego em Portugal está em linha com a média da UE, tendo aumentado ligeiramente para 6,1% em maio, contra os 5,9% registados em abril deste ano. Já se a comparação for feita com maio de 2021, o desemprego recuou em território nacional (estava em 6,9%).

Numa análise comparativa com os restantes Estados-membros, há países com uma taxa ainda mais baixa, como é o caso da República Checa, com 2,5%, da Polónia, com 2,7%, de Malta, com 3,1%, da Holanda, com 3,3%, ou da Hungria, com 3,6%.

Por outro lado, as taxas de desemprego mais elevadas na União Europeia (UE) encontram-se em Espanha, onde se fixou nos 13,1% (uma descida face a abril, mas mantendo-se como a mais elevada da UE) e Itália, com 8,1% em maio (também um recuo face ao mês anterior).

O gabinete de estatísticas europeu divulgou também dados sobre o desemprego jovem, que mostram que em maio de 2022, 2,46 milhões de jovens (com menos de 25 anos) estavam desempregados na UE, dos quais 1,98 milhões na Zona Euro. A taxa de desemprego dos jovens foi de 13,3% na UE e em 13,1% na Zona Euro, uma queda face aos 13,8% registados em ambos no mês anterior.

Estes dados revelam uma revisão em baixa face aos apresentados anteriormente. Numa nota informativa divulgada anteriormente, o Eurostat indicava que a taxa de desemprego em abril tinha estabilizado tanto na Zona Euro como na União Europeia, ao fixar-se em 6,8% e 6,2%. Já para Portugal, verificou-se uma revisão em alta, já que apontava para 5,8% em abril e agora estima que se tenha situado em 5,9%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Desemprego recua na Zona Euro para 6,6%. Portugal em linha com a UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião