Mercado automóvel trava 18,6% em junho

Apesar de ter sido o melhor mês do ano até agora, junho marcou mais uma descida nas vendas de automóveis face a 2021. Renault e Peugeot foram as duas marcas com melhor desempenho.

Junho foi mais um mês de quedas para o mercado automóvel nacional. No último mês, foram vendidos 18.087 veículos, menos 18,6% que em igual período de 2021, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Naquele que foi o primeiro semestre sem restrições pandémicas desde 2019, venderam-se menos 9,4% carros do que nos primeiros seis meses do ano passado (ainda marcados pela Covid-19), num total de 89.982 unidades.

Nos ligeiros de passageiros, no mês de junho, a descida nas vendas foi de 18,1%, para um total de 15.510 matrículas. A Renault foi a marca mais vendida em junho e regressou ao lugar cimeiro que ocupou durante mais de uma década: foram 1.734 unidades, menos 46,6% face ao período homólogo de 2021.

Líder desde 2021, a Peugeot ocupou a segunda posição nas vendas, com 1.719 matrículas, mais 12,9% do que em igual mês de 2021. A Dacia ficou em terceiro lugar, com 1.637 carros, mais do triplo (236,8%) do que em junho do ano passado.

Entre janeiro e junho, a descida das matrículas de carros ligeiros de passageiros foi de 7,4%, para 75.449 unidades. A Peugeot retém o primeiro posto, com 8.713 carros, apesar do recuo de 8,5% face a igual período de 2021. Renault e Toyota estão no segundo e terceiro lugares, respetivamente, com 5.584 e 5.434 unidades.

Nos ligeiros de mercadorias, junho representou uma descida de 30,5%, para 1.943 unidades. Esta tipologia de veículos teve o pior desempenho no semestre, ao recuar 23,4%, para 11.730 matrículas.

Em sentido contrário, o mercado de veículos pesados cresceu 26,8%, para 634 unidades. Boa parte desta subida deveu-se à compra de autocarros, que dispararam de 32 para 337 unidades só em junho, em véspera de arranque de parte da Carris Metropolitana, na região de Lisboa. À conta disso, o mercado de pesados cresceu 9% entre janeiro e junho.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mercado automóvel trava 18,6% em junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião