OGMA fecha acordo para aumentos de 3,5% no próximo ano e salário de entrada de 889 euros

O acordo alcançado, válido para 2022 e 2023, constitui uma "plataforma de estabilidade social essencial para que a empresa se foque no desenvolvimento da sua atividade", refere a companhia.

A OGMA fechou acordo com os sindicatos para a atualização da tabela salarial. A partir de julho salários sobem 2%, com com efeitos retroativos a 1 de junho de 2022, e a partir de janeiro do próximo ano aumentam 3,5%, fixando o salário mínimo de entrada nos 889 euros.

“Perante um contexto económico internacional marcado por incerteza, por constrangimentos na cadeia de fornecimento global, nomeadamente ao nível de matérias-primas, transporte e logística, e por impactos diretos na economia nacional, com o aumento da inflação e consequente aumento dos preços dos produtos, este acordo para atualização da tabela salarial reforça o compromisso da OGMA para aumentar o rendimento disponível dos seus colaboradores, que constituem um elemento central e decisivo para o sucesso presente e futuro da empresa”, destaca a empresa em comunicado.

O acordo alcançado, válido para 2022 e 2023, constitui uma “plataforma de estabilidade social essencial para que a empresa se foque no desenvolvimento da sua atividade”, refere a companhia.

A OGMA foi fundada a 29 de junho de 1918, e desde a sua privatização, concretizada em 2005, é detida em 65% pela Airholding SGPS (100% EMBRAER) e em 35% pela idD Portugal Defence (100% Estado português)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

OGMA fecha acordo para aumentos de 3,5% no próximo ano e salário de entrada de 889 euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião