Iberdrola rescinde milhares de contratos de energia em França com preços a disparar

A empresa espanhola aconselha os clientes franceses a procurarem outro fornecedor, já que os novos contratos terão preços mais altos.

A espanhola Iberdrola está a rescindir contratos de energia com milhares de clientes franceses por causa dos aumentos no preço da energia. A energética terá recomendado os clientes a mudar para outro fornecedor.

“Convidamo-lo a mudar de fornecedor… Se não o fizer, corre o risco de uma interrupção no fornecimento de energia no final do contrato com a Iberdrola”, escreveu a empresa aos clientes, numa carta citada pela Reuters (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

Esta ação não representa uma retirada do mercado francês, abrangendo apenas “alguns milhares” de contratos, segundo indicou um porta-voz da Iberdrola em Madrid. “Não queremos renovar automaticamente os contratos com os clientes existentes porque muitos deles seriam muito prejudicados. É melhor para eles optarem pela tarifa regulada em França”, apontou à agência noticiosa.

O porta-voz não especificou quantos clientes de retalho franceses a Iberdrola tem, mas as estimativas da indústria colocam o número entre 400.000 e 500.000. A maioria dos clientes franceses não precisa de renovar os contratos até 2023 ou mais à frente, sendo que a Iberdrola garante que vai continuar a fornecer aos consumidores franceses.

“Os preços extremamente altos e a extrema volatilidade no atual contexto global de energia restringem-nos a transferir esses custos para os clientes ao estabelecer um novo contrato”, explicou o porta-voz da empresa. Assim, a empresa não quer forçar os clientes a pagar níveis de preços que não escolheram explicitamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Iberdrola rescinde milhares de contratos de energia em França com preços a disparar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião