Preço do gás sobe 7% depois de nova suspensão do Nord Stream

Os futuros do Dutch TTF, índice de referência para o mercado europeu, subiram 7% depois da decisão da Gazprom suspender os envios de gás para a Europa via Nord Stream por três dias.

A cotação europeia do gás natural está a subir 6,8% esta sexta-feira, depois de a Gazprom anunciar que vai suspender o principal gasoduto que liga a Rússia à Alemanha durante três dias, entre 31 de agosto e 2 de setembro. A razão para a paragem são trabalhos de manutenção, segundo explicou a empresa russa, que vão ser desenvolvidos em conjunto com a Siemens.

Em reação à notícia, os futuros do holandês TTF – que são a referência para os mercados europeus – para entrega em setembro subiram 6,8% para 257,400 euros pelas 16 horas desta sexta-feira.

Esta nova suspensão ocorre numa altura em que o Nord Stream já envia fluxos de gás natural para a Alemanha a níveis reduzidos. Segundo uma comunicação da empresa estatal russa, do mês passado, o gás natural enviado foi reduzido a apenas 33 milhões de metros cúbicos (m3) diários, menos de 20% do que os 167 milhões de m3 planeados.

Segundo a notícia avançada pela Reuters, concluídos os trabalhos de manutenção os fluxos serão retomados no dia 2 de setembro, sexta-feira.

Desde 21 de julho, após uma interrupção de 10 dias para manutenção no gasoduto que é a principal porta de entrada do gás russo na Europa, que o Nord Stream tem estado a funcionar a capacidade reduzida – a realidade que já era esperada pela Comissão Europeia, que alertou os países do bloco que avançassem com um plano de redução do consumo energético em 15% de forma a garantir reservas de gás natural suficientes para o inverno. Portugal apresenta o seu no final deste mês.

Segundo a plataforma de rastreamento da Reuters, os 27 Estados-membros estão a menos de 5% de atingir a meta de armazenamento de gás de 80% até ao próximo dia 1 de novembro. Os níveis de armazenamento de gás na Europa situavam-se nos 75,9%, esta sexta-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preço do gás sobe 7% depois de nova suspensão do Nord Stream

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião