Cartão do banco vai chegar para viajar na Fertagus

Fertagus vai lançar serviço que permite viajar só com o cartão do banco. Solução será expandida a toda a rede em novembro.

Os clientes da Fertagus vão poder viajar só com o cartão bancário a partir desta semana, validando as viagens com a tecnologia contactless nas máquinas do operador. A solução, que desconta o preço do bilhete na conta bancária do utente, deverá ser testada esta quinta-feira no troço Sete Rios-Pragal, avançou ao ECO a administradora executiva Clara Esquível.

“O que vamos fazer é testar já a solução e permitir que qualquer cartão bancário possa ser usado para viajar diretamente, validando nos nossos validadores. Ao chegar a uma estação, temos validadores, que, no fundo, identificam o início da viagem. Com qualquer cartão de crédito, basta validar e usar o serviço”, explicou a responsável.

Em suma, “o utente pode chegar a uma estação, simplesmente pegar no seu cartão de crédito, validar e usar o serviço”, detalhou a responsável, à margem do Mastercard Innovation Forum, o evento anual da Mastercard, que decorre esta terça-feira em Lisboa, e no qual a gestora interveio num painel.

O operador de transporte do grupo Barraqueiro tem planos para expandir a solução a toda a rede Fertagus em novembro, numa operação que implica “substituir todo o parque de validadores”. São “mais de 200”, representando “um investimento de mais de meio milhão de euros, com esforço muito significativo” por parte da empresa que liga por comboio a margem norte à margem sul do Tejo na Grande Lisboa.

Este serviço da Fertagus será diferente do Viva Go, que desde 2019 permite associar o cartão Lisboa Viva a um cartão bancário, para que os utentes consigam viajar mesmo se não tiverem adquirido o bilhete previamente. Com o serviço da Fertagus, o próprio cartão bancário pode ser usado para validar as viagens.

A modernização dos validadores vai permitir também desbloquear outras soluções no futuro, revelou a administradora: “Os nossos validadores vão ter também leitor de códigos de barras, Bluetooth, ecrã tátil, e vão abrir uma panóplia de oportunidades em termos de meios de pagamento e acesso ao serviço completamente diferente do que temos hoje”, disse Clara Esquível.

Segundo a gestora, as viagens com recurso a cartão bancário deverão ganhar mais adesão no futuro, à medida que outros operadores de transportes públicos vão adotando a mesma tecnologia. “Esperamos conseguir ser o primeiro operador da Área Metropolitana de Lisboa a disponibilizar, para, no futuro, ser possível chegar ao metro de Lisboa ou à Carris e fazer o mesmo.”

“É necessário que as tecnologias estejam disponíveis nesses operadores e haja integração dos sistemas, para não andar a pagar um bilhete aqui, um bilhete ali, um bilhete acolá, e, se calhar, seja criado um bilhete diário, em que me cobram só um valor”, rematou a administradora executiva.

No evento da Mastercard, a gestora desvendou ainda que a aplicação Pick Hub, que permite comprar e carregar o passe Navegante “sem sair do sofá”, e que foi disponibilizada há apenas “dez meses”, já representa “30% dos títulos de transporte” vendidos em todo o “sistema de bilhética” da Fertagus. Um sinal de que os clientes procuram estas melhorias.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cartão do banco vai chegar para viajar na Fertagus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião