CP, da “dívida histórica” à nova vida quase sem dívidaspremium

Investimentos sem sustentabilidade e anos a fio de prejuízos acumularam um passivo que chegou a custar 200 milhões em juros por ano. Com a "limpeza" da dívida, a empresa ganhará uma nova vida.

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos