Portugal. O país startup que sonha em ser nação unicórniopremium

Mil milhões, tanto quanto um unicórnio, é quanto as startups nacionais já levantaram no mercado. O que nos falta para saltar do país startup rumo ao unicórnio?

Primeiro foram as startups, depois os hubse a seguir o “holofote” Web Summit incubou e deu visibilidade internacional ao ecossistema tecnológico em Portugal. Só em cinco anos, instalaram-se no país 80 hubstecnológicos, criaram-se mais de 8.500 postos de trabalho. As startups já levantaram mais de mil milhões de dólares. Tanto quanto vale um unicórnio. E cinco — Farfetch, Outsystems, Feedzai, Talkdesk e Remote — já voam com bandeira nacional. Estará Portugal a cumprir a promessa de se transformar num país hub tech?E o que falta para o catapultar para o patamar unicórnio? A ambição está lá. “Podemos já hoje considerar-nos uma startup nation,mas a nossa expectativa é que sejamos uma scaleup natione uma unicorn nation. É essa a nossa expectativa”, afirmou André de Aragão Azevedo, o

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos