Caso BES

A investigação ao Universo Espírito Santo tem 25 acusados, incluindo Ricardo Salgado, que causaram prejuízos de 11,8 mil milhões de euros, segundo a acusação do Ministério Público.

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES, Álvaro Sobrinho, ex-presidente do BES Angola, Amílcar Morais Pires e Hélder Bataglia terão recebido quase 337 milhões de euros com origem no BES Angola.

O Tribunal da Concorrência negou o pedido de audição do diretor de supervisão, Luís Costa Ferreira, para “defesa do seu bom nome”, por considerar que teve já "várias oportunidades de se pronunciar".