Arábia Saudita: Petróleo pode tocar nos 60 dólares

  • Rita Atalaia
  • 10 Outubro 2016

A maior produtora de petróleo do mundo diz que os preços podem tocar os 60 dólares por barril até ao final de 2016. A Arábia Saudita está "otimista" de que vão alcançar um acordo.

A Arábia Saudita diz que “não é impensável” que os preços do petróleo vão subir para os 60 dólares por barril até ao final de 2016, depois de terem sido impulsionados pelo acordo alcançado pelos produtores da Organização dos Países Exportadores de Petróleo para cortar a produção.

A maior produtora de petróleo do mundo vai trabalhar com outros produtores para determinar qual será o limite da produção e diz estar “otimista” de que vão alcançar um acordo até ao final de novembro, de acordo com declarações do ministro da Energia saudita, Khalid Al-Falih, noticiadas pela Bloomberg. “Muitos produtores fora da OPEP expressaram disponibilidade para trabalhar com a organização”, diz o ministro, que planeia encontrar-se com o homólogo russo nos próximos dias.

Evolução do preço do Brent

Fonte: Bloomberg (Valores em dólares)
Fonte: Bloomberg (Valores em dólares)

Os ministros de alguns dos maiores países produtores de petróleo estão reunidos no Congresso Mundial da Energia, na Turquia, menos de duas semanas depois de a OPEP ter surpreendido o mercado com um acordo para cortar a produção.

Muitos produtores fora da OPEP expressaram disponibilidade para trabalhar com a organização.

Khalid Al-Falih

Ministro da Energia da Arábia Saudita

O petróleo foi impulsionado após a OPEP ter anunciado o acordo, mas acabou por entrar em território negativo. Os investidores estão céticos de que este acordo vai mesmo avançar e aguardam pelos detalhes para adotarem um posicionamento. O barril de Brent seguia nos 51,71 dólares e o de crude negociava nos 49,50 dólares, ambos registando ligeiras quedas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Arábia Saudita: Petróleo pode tocar nos 60 dólares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião