Uber sobe ao número um na App Store

A Uber avisou os clientes do impacto que a manifestação poderia ter, mas isso não demoveu os utilizadores. Houve tantos que a aplicação voltou ao topo da loja da Apple.

Em dia de manifestação dos taxistas, contra a atividade de plataformas como a Uber e a Cabify, o público respondeu com ironia. No segmento de aplicações gratuitas da App Store, a Uber ocupa agora o primeiro lugar das mais descarregadas.

uber-em-1
A Uber subiu ao primeiro lugar das aplicações gratuitas da App Store.

Nas horas que antecederam a manifestação dos taxistas, a Uber foi avisando os clientes sobre o impacto que os protestos poderiam ter. Esta manhã, o serviço da plataforma estava a funcionar, ainda que mais lento do que o habitual. Mas isso não foi suficiente para demover os utilizadores de procurarem aplicações de transportes.

Enquanto na App Store a Uber ocupa o primeiro lugar, na Play Store, para dispositivos Android, ocupa o 27º. Já a Cabify, rival da Uber, aparece em 30º nas aplicações grátis mais descarregadas da App Store.

Esta segunda-feira, milhares de táxis iniciaram uma marcha lenta em Lisboa, em manifestação contra a atividade de plataformas como a Uber e a Cabify, que consideram ilegal, em Portugal. Entretanto, a marcha lenta foi suspensa no final da manhã e quatro taxistas foram detidos.

Algumas horas depois de a manifestação ter começado, os representantes dos taxistas foram chamados para uma reunião de urgência com o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes. A reunião terminou sem cedências de qualquer um dos lados e os taxistas prometem que vão continuar o protesto pelo tempo que for necessário, até que o Governo decida suspender a atividade das plataformas como a Uber e a Cabify.

O Governo já fez saber que essa suspensão não vai acontecer.

Comentários ({{ total }})

Uber sobe ao número um na App Store

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião