Amazon quer expandir negócio de supermercados. Vai ter lojas de conveniência

Gigante de retalho reinveste no negócio alimentar e prepara-se para inaugurar lojas de conveniência, as Como.

A Amazon quer fazer crescer o negócio dos supermercados e prepara-se para abrir lojas de conveniência, escreve esta terça-feira o The Wall Street Journal. A ideia da empresa, chamada Projeto Como, prevê a abertura de pequenas lojas que comercializem produtos como leite, carnes e outros produtos perecíveis que os clientes possam levar para casa.

As compras poderão ser feitas, numa primeira fase, através do smartphone e de máquinas de touchscreen espalhadas pelas lojas. Além dos produtos frescos, os clientes terão também disponíveis outras referências como cereais, manteigas e outros, com prazos de validade mais longos.

O jornal cita fonte próxima do processo, que adianta também que a empresa terá entregas de produtos alimentares ao domicílio e permitirá também as clientes passar por lojas nos centros da cidade para recolher as encomendas.

As novas lojas Amazon foram criadas a pensar nos clientes que preferem passar pelos pontos de venda, a caminho do trabalho ou de casa. De acordo com a mesma fonte, citada pelo jornal norte-americano, com as novas lojas de conveniência a Amazon quer captar mercado diretamente a marcas como Wal-Mart.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Amazon quer expandir negócio de supermercados. Vai ter lojas de conveniência

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião