EDP: baixos preços da eletricidade travam novos investimentos

A EDP alerta que o crescimento da energia solar e eólica está a provocar a queda do preço da eletricidade por toda a Europa, ameaçando os investimentos no setor.

A queda contínua dos preços da eletricidade na Europa está a colocar em risco novos investimentos no setor. O alerta foi deixado por um dos principais executivos da EDP numa conferência sobre energia que decorreu esta segunda-feira, em Londres.

“A 18 euros por megawatt hora não é possível fazer qualquer tipo de investimento”, afirmou António Coutinho, administrador da EDP, referindo-se ao preço médio de venda da eletricidade quando as renováveis abasteceram Portugal durante quatro dias.

O executivo da elétrica considera assim que os decisores políticos devem estar preocupados com a possibilidade de o crescimento da energia solar e eólica vir a colocar causa tanto novos investimentos, como a manutenção das atuais centrais a carvão ou a gás que conseguem produzir eletricidade sem estarem dependentes do vento ou do sol.

“As renováveis são vítimas do seu próprio sucesso. Se todas as renováveis estão a produzir a dado momento, e não existirem custos variáveis, então o mercado começa a comportar-se de forma incorreta. A atual moldura não está a funcionar. É preciso encontrar formas de resolver isto”, defendeu António Coutinho.

"As renováveis são vítimas do seu próprio sucesso. Se todas as renováveis estão a produzir a dado momento, e não existirem custos variáveis, então o mercado começa a comportar-se de forma incorreta. A atual moldura não está a funcionar. É preciso encontrar formas de resolver isto.”

António Coutinho.

Administrador da EDP

O CaixaBI salienta precisamente o cenário competitivo que a EDP enfrenta. “Os mercados europeus de energia continuam com um ambiente bastante competitivo, caracterizado por preços baixo e algum excesso de capacidade“, diz o banco de investimento.

Contudo, considera que a EDP está a concluir o seu plano de investimentos em novas centrais hídricas e eólicas que” irão manter a empresa com um portfólio de ativos competitivos e na sua maioria constituído por capacidade de produção de eletricidade através de recursos renováveis”.

O CaixaBI destaca ainda os bons resultados alcançados pela elétrica no mercado liberalizado. “O segmento de atividades liberalizadas da EDP tem apresentado bons resultados refletindo os baixos custos de produção e a política de hedging que a empresa tem seguido”, acrescenta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP: baixos preços da eletricidade travam novos investimentos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião