Tem uma PME no interior? Vai pagar menos IRC

  • ECO
  • 12 Outubro 2016

Esta é a garantia de Heloísa Apolónia. Os Verdes dizem que o Governo vão aprovar medida para que PME situadas no interior paguem menos IRC.

O partido ecologista apresentou a proposta e António Costa parece que gostou. Heloísa Apolónia anunciou, aoPúblico, que as microempresas e as pequenas e médias empresas (PME) do interior vão pagar menos IRC a partir de 2017.

A medida deve constar do Orçamento do Estado para 2017 a ser aprovado amanhã em Conselho de Ministros. A deputada do PEV garantiu ainda que o primeiro-ministro mostrou-se “muito recetivo” à proposta, tendo deixado a garantia de que “irá aceitar”.

No entanto, os moldes exatos em que a medida vai ser aplicada ainda estão por se saber. O mesmo se aplica para a dimensão geográfica abrangida: “Esse tema será definido por regulamentação posteriormente”, esclareceu a deputada.

Os Verdes propõem uma redução de IRC para 12,5% até aos 12.500 euros de matéria coletável. Isto significaria uma descida do IRC atual que se situa nos 17% até aos 15 mil euros. Superior a esse valor o IRC sobe aos normais 21% e, além disso, não há neste momento diferenciação geográfica em relação ao tratamento dado às PME.

Apesar de não saber em que termos, Heloísa Apolónia garantiu ao Público que a medida avança: “A medida será incluída, mas falta saber em que termos”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tem uma PME no interior? Vai pagar menos IRC

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião