Carros mais poluentes matriculados em 2017 têm IUC extra

Os automóveis mais poluentes matriculados a partir de 1 de janeiro vão ter um imposto extra. Vai variar entre 38,08 e 65,24 euros.

Além do aumento em 0,8% das componentes das tabelas do Imposto Único de Circulação, mas também do adicional aplicado aos veículos a gasóleo, vai haver um outro extra aplicado aos veículos mais poluentes. Os automóveis com maiores emissões de gases poluentes vão ter de pagar adicionalmente até 65,24 euros.

A proposta preliminar de Orçamento do Estado apresenta uma nova tabela adicional ao IUC. Aos “veículos da categoria B matriculados após 1 de janeiro de 2017” é aplicada mais uma taxa para escalões de emissões de Co2 acima de 180 g/km, independentemente dos veículos serem a gasolina ou a gasóleo. Os que emitem mais de 180 e até 250 g/km vão pagar 38,08 euros. Acima disso pagam 65,24 euros.

Esta taxa extra vem além do adicional que se mantém para os veículos a gasóleo. “O adicional de IUC (…) aplicável sobre os veículos a gasóleo enquadráveis nas categorias A e B do IUC (…) mantém-se em vigor durante o ano de 2017”, refere o documento obtido pelo ECO.

E surge em cima do aumento de 0,8% no valor de cada componente do IUC (tanto o de cilindrada como o da componente ambiental). Este agravamento mantém a lógica dos registados nos últimos anos, procurando seguir o aumento do custo de vida.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Carros mais poluentes matriculados em 2017 têm IUC extra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião