Imposto sobre automóveis acelera 3%

Vai haver um agravamento do imposto sobre os veículos. Os aumentos são expressivos, quase quatro vezes superior ao registado na atualização do IUC.

Comprar carro novo vai ficar mais caro no próximo ano. O Governo vai avançar com um agravamento do imposto sobre os veículos bastante superior ao que se verificará, por exemplo, no Imposto Único de Circulação (IUC). O ISV aumenta em 3%.

A proposta de Orçamento do Estado para 2017, obtida pela SIC, revela um forte aumento nos valores das várias componentes utilizadas para o cálculo da fiscalidade sobre veículos novos. Há agravamentos de 3% tanto no caso da componente de cilindrada como na vertente ambiental.

A título de exemplo, um veículo de 1.200 cc paga, atualmente, 1,03 euros por cada centímetro cúbico, abatendo-se 740,55 euros ao total. Em 2017, pagará 1,06 euros, abatendo 762,77 euros. Na componente ambiental, se o carro a gasolina emitir até 120g/km de Co2 pagava 68,58 euros por grama e abatia 6.228 euros. A proposta é de que pague 70,64 euros por grama e abate 6.414,84 euros.

Há, em todos os componentes, um aumento de 3%. Este agravamento, que vai traduziu-se em valores mais elevados de vendo dos automóveis, é bastante superior ao que se verificará noutros impostos, nomeadamente o Imposto Único de Circulação (IUC) que de acordo com a proposta será atualizado em 0,8%.

(Notícia atualizada às 15h00 com mais informações sobre os valores de ISV)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Imposto sobre automóveis acelera 3%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião