Wall Street cai. Google sobe com bons resultados

Wall Street fechou no vermelho mesmo com uma época positiva de resultados das empresas cotadas. A estragar o efeito estão as eleições e a próxima reunião da Fed.

Wall Street fechou esta quinta-feira em terreno negativo. Os ânimos estão em baixa com a aproximação das eleições presidenciais de dia 8 de novembro, apesar de a época de resultados estar a ser a melhor de há seis trimestres, explica a Bloomberg. Exemplo disso são as contas da Google.

O S&P 500 caiu 0,3% para os 2133,03 pontos. A queda verificou-se principalmente nas ações dos retalhistas e das empresas de media. No entanto, a influência principal está nas eleições à porta e na próxima reunião da Reserva Federal daqui a duas semanas, numa altura em que cresce a possibilidade de haver uma revisão em alta da taxa de juro.

“Há um clima geral de ‘vamos esperar que algumas questões sejam respondidas'”, explica o presidente da Pacific Heights Asset Management, à Bloomberg. Michael Cuggino refere que os negócios só vão acelerar após essa indefinição desaparecer.

O Dow Jones foi o que caiu menos: perdeu 0,16% para os 18.169.68 pontos. Já o índice tecnológico Nasdaq cedeu 0,65% para os 5.215.98 pontos. O Twitter — que começou por subir 4,75% — fechou a valorizar, mas muito menos: 0,19% para os 17,32 dólares por ação.

No entanto, a surpresa do dia está na Alphabet, a empresa-mãe da Google, que depois de terem sido divulgados os resultados trimestrais positivos subiu em flecha na negociação fora de horas. Durante a sessão regulamentar, contudo, caiu.

No sentido contrário, a Amazon fechou a cair 0,51% para os 818,36 dólares por ação, mas afundou na negociação depois do fecho da sessão regulamentar, assim que foram divulgados resultados negativos da empresa ao falhar os objetivos. Cheguou a perder mais de 6%.

Editado por Paulo Moutinho

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street cai. Google sobe com bons resultados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião