Negociações entre EUA e Deutsche Bank com “bons progressos”

Caso haja um acordo para baixar o valor da multa, as perspetivas ficarão mais positivas depois de se ter chegado a falar num resgate do Estado alemão.

As negociações estão a ter “bons progressos”. A classificação é de um membro da administração do banco alemão citado pela Bloomberg. Apesar de reconhecer que a situação é difícil, o resultado final das conversações pode dar uma folga às contas e rácios do banco.

Depois de o Deutsche Bank ter surpreendido tudo e todos com lucros no terceiro trimestre, há mais uma notícia boa. As negociações com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos estão a ter “bons progressos entre as últimas quatro a cinco semanas”. Em causa está a multa de 14 mil milhões de dólares relacionada com a venda ilegal de instrumentos financeiros na altura da crise do subprime.

“Esta é uma situação realmente difícil para nós”, admitiu Christian Sewing, um dos gestores do maior banco alemão numa conferência em Hamburgo. O anúncio da coima castigou o Deutsche Bank, mas o banco recuperou. Caso haja um acordo para baixar o valor da multa, as perspetivas ficarão mais positivas depois de se ter chegado a falar num resgate do Estado alemão.

Esta é a altura de restaurar a confiança dos investidores e abater a incerteza à volta de todo o processo. “Fizemos erros (…) mas agora estamos a tentar chegar a um acordo justo e estou muito confiante que isso vai acontecer”, afirmou Sewing.

Desde o início de 2008 que o Deutsche Bank já pagou 10,5 mil milhões de dólares em multas, de acordo com os cálculos da Bloomberg. No final de setembro, o banco alemão tinha 5,9 mil milhões de euros reservados para assuntos judiciais.

Editado por Mónica Silvares

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Negociações entre EUA e Deutsche Bank com “bons progressos”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião