Hillary Clinton acusa diretor do FBI de “duro golpe” contra a sua campanha

  • Lusa
  • 12 Novembro 2016

Hillary Clinton, derrotada por Donald Trump nas eleições presidenciais norte-americanas de terça-feira, culpou o diretor da agência federal de investigação FBI pela derrota.

Hillary Clinton, derrotada por Donald Trump nas eleições presidenciais norte-americanas de terça-feira, culpou hoje o diretor da agência federal de investigação FBI pela derrota, noticiaram vários ‘media’ norte-americanos.

Há muitas razões pelas quais uma eleição como esta não é bem sucedida“, explicou a ex-candidata democrata à Casa Branca, durante uma conferência telefónica com a comissão de finanças da campanha e doadores, disse um dos participantes ao ‘site’ de informações Quartz.

“A nossa análise é que as dúvidas levantadas pela carta de Jim Comey [diretor do FBI] eram infundadas e travaram a campanha” na reta final, afirmou Hillary Clinton, de acordo com aquele participante.

Sobre a segunda carta do chefe da polícia federal, divulgada dois dias antes da eleição, na qual iliba Clinton de qualquer responsabilidade, a ex-candidata afirma que reforçou a mobilização dos apoiantes de Trump, mas não mudou a opinião dos eleitores, de acordo com a mesma fonte.

Esta carta foi “uma motivação real para os eleitores de Trump”, acrescenta. Depois da análise dos novos correios eletrónicos, o diretor do FBI escreveu, a 06 de novembro, que mantinha a posição tomada em julho, de que não havia matéria para acusar Clinton pela utilização de um servidor privado quando era secretária de Estado.

Estas informações do FBI foram “demasiado difíceis de ultrapassar” pela equipa de campanha de Hillary Clinton, contou um doador à cadeia de televisão CNN.

A antiga secretária de Estado norte-americana reconheceu, no entanto, que estes acontecimentos não tinham sido os únicos obstáculos no seu caminho.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hillary Clinton acusa diretor do FBI de “duro golpe” contra a sua campanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião