Museu Berardo com entradas pagas a partir de 2017

  • Lusa
  • 23 Novembro 2016

Gratuito desde 2007, o Museu Coleção Berardo, instalado no CCB, passará a ter entradas pagas a partir do ano que vem. Medida surge para "obter mais meios de financiamento".

O Museu Coleção Berardo, em Belém, vai passar a ter entradas pagas a partir de 2017, de acordo com um novo protocolo assinado hoje no Centro Cultural de Belém (CCB), pelo Ministério da Cultura e o colecionador José Berardo.

Desde 2007, quando o museu abriu, instalado no CCB, que as entradas têm sido gratuitas por vontade do colecionador, mas o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, justificou a necessidade da alteração com a necessidade de “obter mais meios de financiamento”.

A adenda ao acordo assinado entre o Estado e José Berardo em 2006 foi hoje assinada no museu pelo ministro da Cultura, o colecionador, o presidente do CCB, Elísio Summavielle, e Renato Berardo, presidente da Associação Coleção Berardo.

O acordo — assinado para manter o museu por mais seis anos, e com possibilidade de prorrogação — foi fechado na segunda-feira, após seis meses de negociações entre as partes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Museu Berardo com entradas pagas a partir de 2017

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião