Bolsa nacional avança. Papel lidera

A bolsa nacional encerrou em terreno positivo, suportada pelos títulos da Galp e do BPI, com papeleiras na liderança dos ganhos. Europa teve avanço ligeiro em dia de novos mínimos para o euro.

A praça bolsista nacional fechou em alta, destacando-se com um dos melhores registos na Europa. O PSI-20 valorizou 0,39%, para os 4.444,51 pontos, com o avanço dos títulos da Galp e do BCP a serem o principal suporte do índice lisboeta, num dia marcado pelo recuo das yields soberanas nacionais. O índice Stoxx Europe valorizou 0,31%, para os 341,84 pontos.

As ações da Galp somaram 0,95%, para os 12,75 euros, em contraciclo com o rumo das cotações do petróleo nos mercados internacionais. Já o BCP viu as suas ações valorizarem 1,29%, para os 1,19 euros, no mesmo dia em que a Santander & Poors reiterou o ‘rating’ do banco, considerando que o cenário não se altera com a entrada da Fosun no seu capital.

Contudo, a principal referência positiva na bolsa nacional recaiu sobre os títulos das papeleiras. As ações da Navigator lideraram com uma subida de 3,48%, para os 2,85 euros, seguida pela Altri cujos títulos avançaram 3,29%, para os 3,55%, apoiados na valorização do dólar face ao euro, moeda em que é realizada a venda de papel.

A evolução do Euro no dia de hoje foi, precisamente um dos principais marcos do dia de hoje, já que recuou para novos mínimos de ano e meio (1,0856 dólares) face ao dólar, perante o cenário cada vez mais provável que aponta para uma subida dos juros na maior economia do mundo já em dezembro.

Na praça lisboeta, destaque negativo para a Mota-Engil, cujos títulos encabeçaram as quedas do PSI-20. As ações da empresa liderada por Gonçalo Moura Martins, deslizaram pela décima sessão consecutiva – 2,88%, para os 1,55 euros -, para novos mínimos de dois meses. O não anuncio das contas da empresa relativas ao terceiro trimestre do ano, algo que está previsto pela legislação, não está a agradar aos investidores.

Nota negativa, também para a EDP, cujas ações desvalorizaram 0,3%, para os 2,69 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa nacional avança. Papel lidera

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião