Passagem de Montepio a sociedade anónima adiada para dia 13

A assembleia geral do Montepio onde ia ser aprovada a passagem a sociedade anónima foi suspensa. A próxima reunião está agendada para 13 de dezembro.

A passagem do Montepio a sociedade anónima segue dentro de momentos. Agendada para 22 de novembro, só esta quinta-feira foram conhecidas as deliberações finais da reunião magna de acionistas, ficando a saber-se que a decisão foi adiada para 13 de dezembro, data em que serão retomados os trabalhos da assembleia geral.

Em comunicado enviado à CMVM a instituição liderada por Félix Morgado adianta que “aprovado, por maioria, ao abrigo do disposto no artigo 6º do decreto-lei nº190/2015 de 10 de setembro, a aceitação da transformação imposta nos termos legais, da Caixa Económica Montepio Geral, Caixa Económica Bancária, em sociedade anónima, bem como o respetivo projeto de Estatutos”.

Ainda segundo o comunicado, “o projeto de estatutos foi aprovado na globalidade, com 2 votos contra e uma abstenção, sem prejuízo de serem reconsideradas algumas matérias em função de recomendações ou decisões que resultarem de comunicação dos supervisores”.

O Montepio adianta ainda que “tornando-se necessário para a conclusão dos trabalhos desta assembleia tomar conhecimento das referidas recomendações ou decisões, suspenderam-se os trabalhos que serão retomados na próxima sessão a realizar a 13 de dezembro”.

Estas deliberações do Montepio são conhecidas um dia depois de se ter ficado a saber que a instituição pediu estatuto de empresa em reestruturação e prevê mais saídas de trabalhadores.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Passagem de Montepio a sociedade anónima adiada para dia 13

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião