Euro recua face ao dólar. Papeleiras é que ganham

As papeleiras lideraram num dia de ganhos na bolsa nacional marcado pelo alívio das yields soberanas portuguesas. O recuo do euro para novos mínimos de ano e meio catapultou o setor do papel.

O mercado atribui uma probabilidade de 100% a uma subida dos juros nos EUA, em dezembro. Esta expectativa está a pressionar o euro que se aproxima cada vez mais da paridade face ao dólar. A Navigator a Altri figuram entre as empresas que mais partido podem tirar do reforço do valor da nota verde que atingiu um novo máximo de ano e meio face à divisa comunitária. As duas papeleiras lideraram subidas do PSI-20 num dia em que o índice luso se destacou entre os melhores registos da Europa: somou 0,39%.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Euro recua face ao dólar. Papeleiras é que ganham

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião