Petróleo cai, mas a semana é de ganhos

  • Ana Luísa Alves
  • 25 Novembro 2016

O Brent está a desvalorizar mais de 1%. As dificuldades para chegar a acordo na reunião da próxima semana aumentam. O Irão recusa-se a aceitar um corte na produção.

O petróleo está a perder valor. Cai mais de 1% nos mercados internacionais, descida que veio encolher os ganhos mas não impede que a segunda semana consecutiva de subida dos preços da matéria-prima. Os investidores continuam à espera da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

A menos de uma semana do encontro da OPEP em Viena, na Áustria, agendado para 30 de novembro, o Brent está esta a cair 1,08% para os 48,48 dólares o barril, perto do preço desejado por barril, de 50 dólares. Em Nova Iorque, o WTI seguia também a desvalorizar mais de 1% em Nova Iorque.

Mesmo com esta queda, as cotações preparam-se para acumular a segunda semana consecutiva de ganhos perante a expectativa em torno de um corte na produção de petróleo.

O esforço entre os estados-membros da OPEP para chegar a acordo e voltar a equilibrar o mercado nos próximos dois anos continuam. Mas enquanto a Arábia Saudita, maior produtora da organização, está a enfatizar a redução da produção, o Irão insiste na “opção” de continuar a aumentar a produção, e a oferta da Rússia, país não-membro da organização, para congelar o abastecimento de petróleo a níveis recorde está a deixar alguns dos países-membros frustrados, refere a Bloomberg. Por outro lado, a Líbia e a Nigéria estão isentas dos cortes e têm aumentado a produção.

“Parece que pode haver um corte na produção mas não do tamanho necessário”, disse Carsten Fritsch, analista do Commerzbank, à Bloomberg.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo cai, mas a semana é de ganhos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião