Queda da bolsa italiana? Compre, diz o JPMorgan

O banco de investimento norte-americano prevê uma queda da bolsa italiana, mas em vez de recomendar vender diz que é oportunidade para comprar.

A vitória do não no referendo italiano vai provocar estragos nas bolsas. E a praça italiana deverá ser fortemente penalizada, com o JPMorgan a antecipar quedas de 2% a 4%, mas essa desvalorização poderá ser oportunidade para comprar.

Poderá haver uma queda de 2% a 4% na bolsa italiana após a vitória do não no referendo. Mas ao contrário do que aconteceu com as eleições norte-americanas e com o Brexit, esta vitória do não não se trata de uma surpresa”, diz Mislav Matejka. As sondagens já iam nesse sentido.

O estratego do banco norte-americano diz que os investidores já tinham reduzido a exposição ao mercado italiano antes da votação, daí que o impacto da vitória do não seja menos expressivo. A bolsa italiana tem um dos piores registos na Europa, caindo cerca de 20% este ano.

É neste sentido que o especialista diz ao MarketWatch que “qualquer queda acentuada da bolsa é uma boa oportunidade de compra. Nós compraríamos porque no final do dia o contágio será contido pelo Banco Central Europeu“, remata.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Queda da bolsa italiana? Compre, diz o JPMorgan

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião