BCE mantém ritmo de compra de obrigações portuguesas em novembro

O BCE comprou 1.023 milhões de euros em dívida portuguesa em novembro, sensivelmente o mesmo que havia comprado no mês anterior. Autoridade já disse vai acelerar compras antes do Natal.

O Banco Central Europeu (BCE) manteve o ritmo de compras de obrigações portuguesas em novembro, tendo adquirido 1.023 milhões de euros em dívida nacional no âmbito do programa de compra de ativos do setor público (PSPP), segundo revelou hoje o banco central.

No total, a instituição liderada por Mario Draghi detém 23,88 mil milhões de euros em obrigações do Estado português. O BCE já indicou que vai acelerar o ritmo de compras nas próximas semanas, antes de suspender temporariamente o programa de compra entre os dias 22 e 30 de dezembro, em virtude do período de férias de Natal e Ano Novo.

Ao manter o ritmo de aquisição de dívida nacional, o BCE volta a sinalizar aos investidores que não há escassez de títulos portugueses elegíveis para o PSPP, um cenário que o mercado levantou como provável depois de a autoridade monetária ter reduzido as suas compras no mês de agosto.

O PSPP tem fim previsto para março do próximo ano. Apesar das críticas dos bancos à atuação do BCE para animar a economia, a expectativa do mercado aponta para uma redução mínima do alcance de compras de ativos públicos da parte da autoridade monetária do euro.

O Conselho de Governadores do BCE reúne-se esta semana pela última vez este ano e, em cima da mesa das discussões em Frankfurt, deverá estar este plano de compras de dívida dos governos do euro que tem mantido controlados os juros associados às obrigações dos vários países da região. No caso português, a yield implícita nos títulos a dez anos subia cerca de três pontos base para 3,72%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCE mantém ritmo de compra de obrigações portuguesas em novembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião