Energia atira PSI-20 para o vermelho

  • Leonor Rodrigues
  • 15 Dezembro 2016

Ao contrário da tendência que se regista nas praças europeias, a bolsa lisboeta encerrou a sessão de hoje a desvalorizar, com a EDP Renováveis a perder mais de 2%.

A bolsa nacional não conseguiu acompanhar a tendência das restantes praças europeias. Fechou em queda, pressionada pelos títulos do setor energético num dia em que as papeleiras brilharam com o euro em mínimos.

Na Europa, e depois de a Reserva Federal dos EUA ter subido a taxa de juro, o dia foi de ganhos. O Stoxx 600 valorizou 1%. A bolsa espanhola ganhou 1,46% e a alemã 1,21%, já a praça portuguesa encerrou a desvalorizar 0,4% para os 4.597,6 pontos.

A EDP Renováveis foi a que mais desvalorizou, a perder 2,13% para os 5,70 euros por ação. A EDP e a Galp Energia também registaram perdas de 0,18% (2,85 euros) e 0,21% (14,10 euros), respetivamente.

As perdas da praça lisboeta foram travadas pelos ganhos dos CTT e da Sonae, assim como do das papeleiras. Os CTT valorizaram mais de 2,7% para os 6,22 euros e a Sonae ganhou 1,44% para os 0,84 euros.

A Altri, Navigator e Semapa fecharam todas em alta, com os títulos a beneficiarem da queda da moeda única europeia. O euro chegou a cair mais de 1% para 1,041 dólares, o valor intradiário mais baixo desde 2003.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Energia atira PSI-20 para o vermelho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião