Chegou o mercado online com 29 marcas portuguesas

  • Ana Luísa Alves
  • 20 Dezembro 2016

Dino Alves, Katty Xiomara, Lidija Kolovrat ou Carla Pontes são apenas alguns dos 31 designers presentes no novo mercado online de roupa e acessórios, a Tuedder, o novo marketplace de moda.

Se ainda lhe falta comprar prendas de Natal, não desespere. Aposte nas compras online, e, mais especificamente na Tudder, um mercado que junta fashion designers e criadores de renome portugueses.

Alguns dos designers presentes no markertplace são Dino Alves, Valentim Quaresma, Lidija Kolovrat e Carla Pontes, num novo estilo de loja digital. Foi criado para “ajudar no processo de internacionalização de designers de todo o mundo”, referiram os promotores em comunicado.

“Este marketplace de moda amplia simultaneamente a variedade da oferta de vestuário e acessórios originais junto a consumidores europeus e, futuramente, globais”, acrescentaram.

Os designers podem assim ter à venda as suas peças e criações numa plataforma digital, à semelhança do que já acontece com marcas como a Manjerica, a Bainha de Copas, ou a Avril8790, reunindo no mesmo lugar os criadores de moda independentes.

Das 31 marcas que constam no site, existem 29 portuguesas. As outras duas são italiana e inglesa. A médio prazo, o marketplace da moda pretende ainda investir na América do Norte, na América Latina e no Extremo Oriente, em comunicado.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Chegou o mercado online com 29 marcas portuguesas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião