Football Leaks: Fisco português quer documentos

O Fisco espanhol e o Fisco francês já tinham avançado nas investigações na sequência do Football Leaks. Agora é a vez de Portugal pedir acesso aos documentos para investigar o negócio.

O Fisco português quer ter acesso aos documentos divulgados pela investigação jornalística Football Leaks. Segundo o Expresso, o pedido de cooperação foi feito pela Direção de Serviços de Investigação da Fraude, da Autoridade Tributária. Portugal junta-se assim a Espanha e França nas averiguações.

Os serviços tributários portugueses querem ter acesso aos documentos que deram origem à investigação jornalística do European Investigative Collaborations e que envolve portugueses como Cristiano Ronaldo, Jorge Mendes, José Mourinho, Fábio Coentrão e Ricardo Carvalho.

 

O objetivo é averiguar se o Estado foi lesado em algum negócio do mundo do futebol, tal como sugerem as investigações realizadas em Espanha e França. Assim, o Fisco português quer investigar os residentes fiscais em Portugal envolvidos no negócio futebolístico e para isso quer ter acesso aos documentos do projeto Football Leaks.

Editado por Mónica Silvares

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Football Leaks: Fisco português quer documentos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião