Marcelo: “Que 2017 seja um ano de estabilidade”

Presidente da República sublinhou eleição de Guterres como um dos "triunfos" do ano.

A eleição de António Guterres como secretário geral das Nações Unidas e os resultados que Portugal obteve nos testes PISA foram os dois “triunfos” do país no país e no mundo, sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa esta tarde, no encontro com o Governo em Belém.

O Presidente da República sublinhou outros acontecimentos — “a cimeira digital” foi um deles –, e declarou que a estabilidade política, social e institucional são fatores essenciais para o equilíbrio financeiro e económico no país.

“Além da unidade nacional, a estabilidade política, social e institucional são fundamentais para a financeira e para a económica. E isso foi o que se verificou ao longo dos últimos meses, e acho que os portugueses hão de estar felizes com isso que também é bom para o país”, disse o Presidente.

Rebelo de Sousa disse ainda que espera que 2017 seja um “ano de estabilidade”, “justiça social e progresso financeiro”.

As declarações do Presidente foram as primeiras palavras que Marcelo dirigiu ao Governo depois de, esta quarta-feira, ter anunciado a promulgação do Orçamento do Estado para 2017. No discurso de ontem, Rebelo de Sousa deixou quatro recados ao Executivo de António Costa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Marcelo: “Que 2017 seja um ano de estabilidade”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião