Bankinter garante spread de 1,25% em créditos de 150 mil

O banco, que já tem a margem mais baixa do mercado, passa a considerar apenas o montante de empréstimo solicitado para atribuir o spread de 1,25%. Abaixo disso dá 1,5%.

O Bankinter passou a considerar apenas o valor dos empréstimos para a atribuição do spread nos créditos para a compra de habitação própria. Simplificou ao máximo os critérios para a definição da margem do financiamento, passando a dar a taxa mais baixa, de 1,25%, a quem peça créditos acima de 150 mil euros.

O banco “abandona, entre outros critérios, o do valor do empréstimo face ao valor do imóvel, passando a considerar o montante de empréstimo solicitado para a definição do spread mínimo”, refere. Assim, “para montantes superiores a 150 mil euros o banco apresenta o spread de 1,25%; para montantes inferiores o spread é de 1,5%”.

“Esta iniciativa confirma o nosso compromisso com o mercado português e reafirma a nossa vontade de apoiar as famílias em Portugal. Disponibilizamos agora os spreads mínimos mais baixos do mercado”, refere Carlos Brandão, presidente executivo do Bankinter em Portugal.

Para obter uma margem destas, o banco exige, no entanto, que os clientes subscrevem seguros de vida, multirriscos e proteção ao crédito, bem como da domiciliação de ordenado no Bankinter”, diz em comunicado.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bankinter garante spread de 1,25% em créditos de 150 mil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião