Metro quadrado: Rosemary, a morada perfeita para a sua próxima loja

  • ECO + JLL
  • 24 Janeiro 2017

Numa das zonas mais movimentadas da cidade de Lisboa renasce um edifício com apartamentos e lojas.

Depois do número 225 na Avenida da Liberdade e do projeto Orpheu XI, em pleno coração do Chiado, apresentamos mais um imóvel. Numa das mais jovens, movimentadas e inspiradoras zonas da cidade de Lisboa, entre o Chiado e o Cais do Sodré, conheça o Rosemary.

Trata-se de um edifício residencial com mais de um século de história que é agora recuperado, disponibilizando 15 apartamentos exclusivos e cinco lojas, sendo que apenas três estão disponíveis.

Os espaços comerciais ainda disponíveis, comercializados pela JLL em regime de coexclusividade, têm áreas que variam entre os 141 m² e os 426 m² e localizam-se na Rua de São Paulo, numa das zonas mais jovens de Lisboa.

rosemary-sao-paulo
Rosemary São Paulo: 3 lojas disponíveis na Rua de São Paulo

Entre o Bairro Alto e o Chiado, a Praça do Comércio e o Mercado da Ribeira, esta é uma zona vibrante da capital portuguesa que está a consolidar-se enquanto destino de restauração e animação noturna.

Numa hábil ligação entre lazer, gastronomia e comércio, esta é uma morada com uma oferta diversificada e repleta de novos conceitos, sobretudo na área da restauração e abertura de espaços como a Pensão Amor e o Mercado da Ribeira, transformaram-na num local trendy e de passagem obrigatória para turistas e lisboetas.

Foto Rosemary Rua Alecrim: apartamentos e lojas num edifício com história
Rosemary Rua Alecrim: apartamentos e lojas num edifício com história.

Ficou interessado?

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Metro quadrado: Rosemary, a morada perfeita para a sua próxima loja

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião