Aumento de capital? É “positivo” para o BCP, diz a Fitch

O banco liderado por Nuno Amado está a realizar um aumento de capital de 1.300 milhões de euros, operação que merece o reconhecimento da Fitch que reiterou o "rating" de "BB-".

A Fitch reiterou a classificação da dívida emitida pelo BCP. Reafirmou o “rating” de “BB-“, um nível de “lixo”, após o lançamento da operação de aumento de capital no valor de 1.300 milhões de euros. É um reforço de capital que a agência de notação financeira considera “positivo”, mas o banco liderado por Nuno Amado continua a ter fragilidades.

“A reafirmação do rating surge na sequência do anúncio do banco de que vai realizar um aumento de capital de 1.330 milhões de euros através da emissão de novas ações. A Fitch acredita que este aumento de capital é positivo para o perfil de risco do banco”, refere a agência de notação financeira numa nota citada pela Bloomberg.

É positivo no sentido em que, com este montante, o banco “vai devolver a ajuda no valor de 700 milhões de euros do Estado”, o que permitirá ao BCP “melhorar a sua posição de solvabilidade e afastar a pressão nos seu rating devido à erosão da sua base de capital”, nota.

Contudo, a Fitch continua a ver problemas no banco liderado por Nuno Amado, o que está implícito, de resto, na classificação de lixo atribuída à dívida emitida pelo BCP. “A capitalização do banco continua vulnerável à grande exposição que tem a ativos problemáticos”, alerta. Os créditos em riscos reapresentavam 19,6% dos empréstimos totais no último exame da EBA.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Aumento de capital? É “positivo” para o BCP, diz a Fitch

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião