Jordi Gual: “Estamos convencidos do potencial do BPI”

O presidente do banco catalão, que lançou uma OPA ao BPI, diz que o banco português é "uma oportunidade". E no seu plano estratégico, aponta como prioridade "criar valor no BPI".

O CaixaBank põe o BPI nas suas prioridades do plano estratégico. Jordi Gual, o presidente do banco catalão, diz que quer “criar valor” no banco liderado por Fernando Ulrich, estando confiante quanto ao potencial de rentabilidade e de crescimento da instituição financeira portuguesa pela qual está a oferecer 1,134 euros por ação.

“Estamos perto de encerrar a OPA e de iniciar um projeto que, acreditamos, terá sucesso”, disse Jordi Gual na apresentação dos resultados do banco em 2016, período em que registou lucros de mais de mil milhões de euros. “Estamos convencidos do potencial rentabilidade e de crescimento” do BPI, salientou.

O banco catalão, que tem em curso a OPA sobre o BPI, defende no seu plano estratégico a criação de valor no BPI, um banco que, diz, “é uma oportunidade”.

Na apresentação feita em Barcelona, Espanha, perante mais de uma centena de jornalistas, o CaixaBank apresenta o BPI como sendo uma rede “atrativa” que conta com uma “equipa excelente” que é liderada por Fernando Ulrich.

Em Barcelona, Espanha, a convite do CaixaBank

Comentários ({{ total }})

Jordi Gual: “Estamos convencidos do potencial do BPI”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião