Diretora do Tesouro sai. Mas a culpa não é da CGD

  • Rita Atalaia
  • 12 Fevereiro 2017

Foi na sexta-feira que as Finanças anunciaram a saída da diretora-geral do Tesouro. Isto depois de o nome de Elsa Roncon ter surgido nos documentos da CGD. Uma relação que veio agora desmentir.

O Ministério das Finanças informou no final da semana passada que a diretora-geral do Tesouro e Finanças, Elsa Roncon Santos, se tinha demitido. Uma saída que aconteceu depois de se ficar a saber que o seu nome aparece na troca de emails entre os membros de gabinetes das Finanças, António Domingues e o secretário de Estado Mourinho Félix. Mas a ex-diretora-geral já veio dizer que a sua demissão nada tem a ver com a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos (CGD). Mas sim com a entrada de um novo secretário de Estado no Ministério das Finanças.

Foi na sexta-feira que o Ministério das Finanças anunciou a saída da diretora-geral do Tesouro e Finanças. Isto depois de o nome de Elsa Roncon Santos ter aparecido numa troca de emails entre os membros de gabinetes das Finanças, António Domingues e o secretário de Estado Mourinho Félix. O tema dessas cartas, expresso numa mensagem com data de 3 de maio de 2016, às 20h51, de Susana Larisma (chefe de gabinete de Mourinho Félix) para a diretora do Tesouro, era as mudanças do Estatuto do Gestor Público.

"Tive uma excelente relação com o secretário de Estado Adjunto do Tesouro e das Finanças, Dr. Ricardo Mourinho Félix. Com a perspetiva de voltar a ter uma tutela bicéfala senti-me sem força anímica para iniciar um novo ciclo”

Elsa Roncon

ex-diretora-geral do Tesouro e das Finanças

Mas hoje Elsa Roncon vem desmentir a relação entre a sua demissão e a polémica em torno da Caixa. Ao Jornal de Negócios, explica que foi a entrada de um novo secretário de Estado no Ministério das Finanças que motivou a sua saída. “Tive uma excelente relação com o secretário de Estado Adjunto do Tesouro e das Finanças, Dr. Ricardo Mourinho Félix. Com a perspetiva de voltar a ter uma tutela bicéfala senti-me sem força anímica para iniciar um novo ciclo”, explica a ex-diretora-geral do Tesouro ao Jornal de Negócios.

A Direção-Geral do Tesouro e das Finanças vai passar a estar sob a alçada de dois secretários de Estado. Mourinho Félix vai ficar responsável pelas Finanças, enquanto Álvaro Novo, até agora economista-chefe no gabinete do ministro das Finanças, será o novo secretário de Estado do Tesouro. O Ministério das Finanças justificou a entrada de um novo elemento para a sua equipa com a necessidade de intensificar a execução da estratégia para o setor empresarial do Estado prevista no Programa do Governo, avançou a Lusa.

Segundo o Negócios, esta divisão não agradou Elsa Roncon, que optou por sair. “Tenho 66 anos e estou a quatro meses da reforma”, explicou, acrescentando que “estive cinco anos e meio à frente da DGTF, passei pelo período da troika, acumulando funções no Fundo de Resolução. Vivi de perto os problemas do sistema financeiro com o caso do BES e Banif”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Diretora do Tesouro sai. Mas a culpa não é da CGD

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião